Dicas para LPI

Um aluno me perguntou algumas dicas para LPI, seguem algumas dicas:

1) O que eu acho de certificações:

– Certificação em Software Livre é um mal-necessário, assim como qualquer tipo de título universitário, pois é apenas um dos vários critérios que podem ser utilizados para avaliar bons-profissionais. Por ser um parâmetro de avaliação objetivo, simples de especificar e padronizado, se torna fácil para empresas adotarem. Para mim, não existe uma certificação melhor, do que avaliar a participação da pessoa em projeto de Software Livre, onde podemos ver todo um histórico do trabalho de uma pessoa.

2) Como eu considero a LPI:

2.1) É uma certificação bastante interessante, pois é reconhecida internacionalmente;

2.2) É bem popular de preço acessível; o ideal seria cobrar algo prático em laboratório, como a RHCE faz, mas isso encarece muito;

3) Como estudar:

3.1) Revise cada um dos objetivos e lista de exercícios:

http://www.lpi.org/pt_br/lpic.html. Procure também na Internet exemplos parecidos e leia e revise as páginas de manual de cada um;

3.2 – Use um livro especializado. Não estudei em muitos livros, mas gostei deste:

http://www.oreilly.com/catalog/lpicertnut/

3.3 – Existem softwares de simulação que são interessantes, mas nunca usei.

Mais informações, contacte a LPI-BRASIL. Geralmente eles visitam várias cidades do Brasil e no FISL é mais barato.

Sobre Marcelo Akira

Professor de redes e tecnologias educacionais
Esta entrada foi publicada em Pessoal, Software Livre. Adicione o link permanente aos seus favoritos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>